Wagnão enaltece Siemaco pelos 20 anos de atuação

Vereador visitou entidade sindical na manhã desta segunda-feira

O vereador Wagner Oliveira, o Wagnão (PHS), visitou na manhã desta segunda-feira (3) o Siemaco (Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação e Trabalhadores na Limpeza Urbana e Áreas Verdes de Piracicaba e Região). Localizada na rua José Pinto de Almeida, 773, no bairro Alto, a entidade atua em 55 municípios, o que engloba aproximadamente 17 mil trabalhadores.

Wagnão conversou com a presidente do sindicato, Renata de Cássia de Aguiar Souza, e foi recebido também pelo assessor Johnny Palmieri, o advogado Fábio Capello e a responsável  pelo Departamento Social, Maria Emília Caparroz.

Segundo Renata, um dos principais desafios atuais diz respeito às mudanças estabelecidas na Reforma Trabalhista, em vigor desde julho de 2017. Ela cita, por exemplo, o fim da obrigatoriedade de homologação da rescisão do contrato de trabalho perante a entidade sindical. “A reforma abriu a possibilidade de o trabalhador receber os seus direitos diretamente no escritório da empresa e, durante esse processo, por não entender da legislação, ele pode ser lesado”, explicou.

Nos casos em que o trabalhador se sente lesado, ele pode acionar a Justiça. Porém, deve estar preparado para a chamada sucumbência, princípio pelo qual a parte perdedora no processo é obrigada a arcar com os honorários do advogado. “Um dos maiores entraves da Reforma Trabalhista, hoje, é esse”, completou Renata.

Conforme destacou a presidente do sindicato, antes da nova legislação, a principal demanda estava no oferecimento de suporte aos trabalhadores nos casos de descumprimento de deveres nas falências das empresas terceirizadas. “Muitas vezes, nestes caminhos, a gente encontra o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em atraso e o INSS sem recolher”, informa. Outra missão do sindicato é acompanhar a saúde do trabalhador e monitorar o uso de equipamento adequado.

O Siemaco possui subsedes em Rio Claro, Limeira, Mogi Mirim, Americana e Paulínia, que oferecem benefícios natalidade e funeral, além de atendimento odontológico, material escolar, colônia de férias e assistência jurídica.

Foi o que ocorreu com a margarida Gislaine Cristina Thiago de Souza, que não dispunha de recursos financeiros para arcar com o tratamento dos dentes da filha. “O Siemaco é muito importante para a gente, tanto que ele me ajudou nos momentos que mais precisei”, disse.

Quem também é defensora do sindicato é a margarida Célia dos Santos Teixeira. “O Siemaco nos representa nos momentos de luta, na busca pelos direitos e benefícios. Vai no lugar onde não podemos ir”, destacou, citando ainda o bom atendimento dos integrantes.

A seriedade do trabalho da entidade motivou Wagnão a propor a moção de aplausos 100/2018, que será entregue na reunião ordinária do próximo dia 13 e que reconhece os 20 anos do Siemaco, a serem completados em 25 de setembro. “Não é de hoje que acompanho o trabalho do Siemaco, principalmente porque representa uma categoria de trabalhadores que nem sempre tem todas as possibilidades e que sofre muito nas suas tarefas. É um sindicato sério, que não mede esforços, e uma categoria que atua para dar conforto e bem estar a toda a população”, apontou o vereador.

(Assista no player à reportagem veiculada pelo “Jornal da Câmara”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + 9 =

Whatsapp
Skip to content